Santinha Camila

Santinha Camila

Padroeiro:

História:

Camila era filha do duque Júlio de Varano, fruto de uma aventura amorosa com uma nobre dama da corte, ela nasceu em 09 de abril de 1458, e cresceu bela, inteligente, caridosa e piedosa. Tinha uma personalidade sedutora e divertida, apreciava dançar e cantar.

Ainda criança, depois de ouvir uma pregação sobre a Paixão de Jesus Cristo, fez um voto particular: derramar pelo menos uma lágrima todas as Sextas-feiras, recordando todos os sofrimentos do Senhor. Porém, tinha dificuldade para conciliar o voto à vida divertida que levava, e se sentia muito mal quando não conseguia seguir sua promessa.

Na adolescência sentiu-se inclinada para um cavaleiro que lhe recitava versos de amor. Mas um sermão da Quaresma foi a ocasião de ela voltar a Deus para sempre: tinha 20 anos, e passaram-se ainda mais dois antes de a Providência lhe indicar que deixasse o mundo. Uma visão de Nosso Senhor e uma grave doença foram os sinais deste chamamento; soube vencer a ambição que o pai colocava nela e soube, sobretudo, triunfar do afeto que a si era dedicado.

Assim, aos 23 anos, em 1481, ingressou no mosteiro das Clarissas, e tomou o nome de Irmã Batista.

Pouco tempo depois, recebeu várias visões de anjos, de Nossa Senhora e da Cruz. Mas foi, sobretudo, às dores espirituais de Nosso Senhor que a Irmã Batista esteve intimamente associada, onde Cristo revelou tudo o que O tinha atormentado na sua agonia.

Foi em 1490 que seu confessor deu ordem para que ela escrevesse a história da sua vida interior, talvez para infundir luz no meio de uma longa prova, escrevendo assim o famoso livro ”As dores mentais de Jesus na sua Paixão”, que se tornou um guia de meditação para grandes Santos.

Em 1527 uma terrível peste assolou a Itália; vítima dela morreu a abadessa aos 69 anos. Os milagres levaram ao culto público. Em 1843 Gregório XVI reconheceu esse culto ininterrupto dedicado a ela; em 1891, Leão XIII aprovou os atos do processo em vista da canonização e em 1893 aprovou os seus escritos. Bento XVI a canonizou em 17 de outubro de 2010.

Oração:

Senhor Jesus Cristo, que te dignaste atrair Santa Camila através da meditação de tuas dores interiores e dos sofrimentos de teu Coração, acolhe a minha súplica com o teu infinito amor, e por intercessão dela, dá-me a graça de corresponder à salvação que mereceste para mim, com tua morte e ressurreição.

Amém

Mensagem: