São Josezinho

Padroeiro:

Dos pais, das famílias, dos carpinteiros e de toda Igreja.

História:

O lugar que José ocupa no Novo Testamento é discreto: está totalmente em função de Cristo e não por si mesmo.

José é um homem silencioso, e pouco aparece na Bíblia. Não se sabe a data aproximada de sua morte, mas ela é presumida como anterior ao início da vida pública de Jesus. Quando este tinha doze anos, de acordo com o Evangelho de Lucas, José ainda era vivo, sendo que em todos os anos a família ia anualmente a Jerusalém para a festa da Páscoa. Na Páscoa desse ano, “o menino Jesus permaneceu em Jerusalém sem que seus pais soubessem”, os quais “passaram a procurá-lo entre os parentes e os conhecidos” e, por fim, o reencontraram no Templo da Cidade Santa “assentado entre os mestres, ouvindo-os e interrogando-os, os quais se admiravam de sua inteligência e de suas respostas”. “Logo que seus pais o viram, ficaram maravilhados” e Maria, sua mãe, diz-lhe: “Teu pai e eu, aflitos, estamos à tua procura”, sendo essa sua última referência a José estando vivo.

Oração:

Ave, São José,

Homem justo, esposo Virginal de Maria, e pai davídico do Messias;
bendito és tu entre os homens, e bendito é o filho de Deus
que a ti foi confiado: Jesus.

São José, Padroeiro da Igreja universal, guarda as nossas famílias
na paz e na graça divina, e socorre-nos na hora da nossa morte.

Amém.

Mensagem:

Share Button