San Gennarozinho

Padroeiro:

Dos flagelos da peste, da cidade de Nápoles e do bairro da Mooca.

História:

San Gennaro (ou São Januário) nasceu de pais muito pobres e ainda criança, tornou-se órfão de mãe. O pai, tendo contraído segundas núpcias, por causa da extrema pobreza, mandou seu filho ainda muito jovem a trabalhar como guardião de porcos.

O jovem conheceu um eremita da aldeia e começou a frequentar sua capela, recebendo dele instrução cultural e religiosa. Um dia o eremita convidou Gennaro a seguí-lo.

Neste ponto da vida do Santo encontramos um vazio na história da vida do Santo, longe de sua nação, e só o vamos encontrar depois como Bispo de Benevento e como mártir em Pozzuoli.

Por volta do ano de 305, San Gennaro foi Bispo em Benevento, cidade próxima a Nápoles (Itália), quando sofreu perseguição por parte do imperador romano Diocleciano. Gennaro foi reconhecido e preso pelos soldados quando se dirigia à prisão para visitar os cristãos detidos, sendo morto decapitado.

Como era costume nos martírios da época, os cristãos recolheram um pouco do sangue de San Gennaro numa ampola de vidro para ser colocada diante de seu túmulo.

Aliás, dentre dos vários milagres atribuidos ao santo, a maior devoção a San Gennaro é conhecida no mundo inteiro pela liquefação do sangue do bispo mártir, que ocorre três vezes por ano: no sábado que precede o 1º domingo de maio; no dia 19 de setembro que é a festa do Santo e em 16 de dezembro, aniversário da erupção do Vesúvio.

A ocorrência, que vem sendo verificada desde 1389, consiste na passagem do sangue de San Gennaro do estado sólido para o estado líquido, onde existem uns 5 mil processos, que confirmam o fenômeno.

Em 1902, o conteúdo das ampolas foi submetido a exame electroscópio diante de testemunhas e o cientista Sperindeo declarou que não há dúvida de que se trata de sangue humano que, uma vez coalhado, não perde o estado sólido. São 600 anos de fé que acompanham o mistério dos milagres do sangue do padroeiro de Nápoles e da Mooca.

Oração:

Deus, nosso Pai, San Gennaro derramou o seu sangue pelo nome de Jesus. Animados pelo seu testemunho, vivamos hoje atentos aos sinais de vossas maravilhas no mundo e em nossos corações. Cheios de alegria, rendamos graças a vós, Deus santo, vivo e verdadeiro. É por vosso amor que existimos, nos movemos e somos. Sois na verdade um Pai zeloso, e o vosso desejo é que sejamos felizes, vivamos em paz e concórdia, repudiemos o ódio, a vingança, a guerra.

Amém

Mensagem:

Share Button