Santinho Antônio

Padroeiro:

Dos pobres, das mulheres grávidas, dos casais e dos oprimidos.

História:

Fernando de Bulhões (verdadeiro nome de Santo Antônio), nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1195, numa família de posses. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano. Em 1220 trocou o nome para Antônio e ingressou na Ordem Franciscana, na esperança de, a exemplo dos mártires, pregar aos sarracenos no Marrocos. Após um ano de catequese nesse país, teve de deixá-lo devido a uma enfermidade e seguiu para a Itália.

Depois lecionou em várias universidades e adquiriu um grande renome como orador sacro. Ficaram célebres os sermões que proferiu.

A saúde sempre precária levou-o a recolher-se ao convento de Arcella, perto de Pádua, onde escreveu uma série de sermões, alguns dos quais seriam reunidos e publicados entre 1895 e 1913.

Após uma crise de hidropisia, Antônio morreu a caminho de Pádua em 13 de junho de 1231. Foi canonizado em 13 de maio de 1232 pelo papa Gregório IX.

A profundidade dos textos doutrinários de santo Antônio fez com que em 1946 o papa Pio XII o declarasse doutor da igreja. No entanto, Santo Antônio tem sido, ao longo dos séculos, objeto de grande devoção popular.

Oração:

Glorioso Santo Antônio,
que tivestes a sublime dita de abraçar e afagar o Menino Jesus,
alcançai-me deste mesmo Jesus a graça que vos peço e vos imploro
do fundo do meu coração (pede-se a graça).

Vós que tendes sido tão bondoso para com os pecadores,
não olheis para os pecados de quem vos implora,
mas antes fazei valer o vosso grande prestígio junto a
Deus para atender o meu insistente pedido.

Amém.

Mensagem:

Share Button