Santinho Artur

Padroeiro:

Dos cristãos presos.

História:

Artur era descendente de cristãos muito piedosos da Irlanda. Eles o educaram desde cedo no amor a Cristo. Desde seus primeiros anos, ele se mostrava muito piedoso e virtuoso, começando assim seu longo caminho rumo à santidade.

Por causa das guerras entre cristãos e sarracenos e devido aos atos de pirataria por parte dos sarracenos, centenas, ou até milhares de cristãos eram escravizados em todas as cidades muçulmanas, sofrendo de todos os modos. Artur se sentiu no dever de trabalhar e até oferecer sua própria vida pela libertação dos cristãos presos. Por isso, ingressou na fervorosa Milícia Redentora.

Logo Artur seguiu com perfeita fidelidade as normas diretrizes de São Juan de Mata, fundador da Ordem, e partiu para o Oriente, para resgatar os fiéis presos. Pouco se sabe sobre suas andanças pelas terras semitas. Mas seu famoso heroísmo é um forte indício do rastro de luz que ele deixou em seu caminho rumo à sua imolação por Cristo.

Na Terra Santa, o amor de Santo Artur por Jesus se tornou mais forte ainda. Este amor era o que o impulsava a trabalhar e a lutar pela liberdade dos pobres presos nas masmorras muçulmanas e pela abolição da escravidão dos cristãos.

Por ser frade cristão e ativista, Artur despertou o ódio dos discípulos do Corão. Assim, segundo notícias da Ordem da Milícia Redentora, ele foi capturado e queimado vivo na Babilônia, por causa de seu amor à fé cristã e à doutrina da Igreja Católica. Foi sacrificado pelos muçulmanos em 1282.

Oração:

Ó Deus, que destes a Santo Artur a graça de dedicar sua vida à libertação de cristãos escravizados, dai a nós, hoje, a graça de também lutarmos pela libertação física e espiritual de nossos irmãos, para que o vosso nome seja sempre mais glorificado. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na Unidade do Espírito Santo.

Amém

Mensagem:

Share Button