São Raimundinho Nonato

São Raimundinho Nonato

Padroeiro:

Dos nascituros (bebês que estão para nascer), das gestantes na hora do parto, das parteiras e dos obstetras.

História:

Raimundo nasceu na cidade de Portell, na Espanha, em 1200. De família era nobre, seu nascimento foi trágico e doloroso: sua mãe faleceu durante o trabalho de parto, antes que Raimundo nascesse. Por isso Raimundo foi chamado de ”Nonato”, que significa ”não-nascido de mãe viva”, afinal ele foi retirado do corpo já sem vida de sua mãe.

Raimundo cumpriu seus estudos primários com facilidade, e na adolescência, apresentou vocação para a vida religiosa. Quando seu pai percebeu isso, enviou Raimundo para cuidar de um pedaço de terra que pertencia à família. A intenção do pai era fazer com que o filho desistisse da ideia de ser religioso, mas a atitude do pai levou a história para onde ele menos queria.

Viver na fazenda, no silêncio, na solidão e em contato com a natureza, só fez fortificar ainda mais a vocação de Raimundo. Ele cuidava da fazenda, mas nas horas livres, dedicava-se à oração e à contemplação. Nisso, clareou-se em seu coração o chamado para dedicar-se totalmente à Ordem de Nossa Senhora das Mercês, que tinha como missão libertar os cristãos que tinham sido presos e escravizados pelos muçulmanos.

Com muita dificuldade, Raimundo Nonato conseguiu que seu pai autorizasse seu ingresso na vida religiosa, e em 1224, ele ingressou na Ordem de Nossa Senhora das Mercês e recebeu o hábito religioso. Algum tempo depois veio sua ordenação sacerdotal. Então, sua vocação missionária desabrochou e ele se dedicou a ela com todas as suas forças. Por causa disso ele foi enviado numa missão às térreas da Argélia, extremo norte da África. Lá, ele conseguiu a façanha de libertar 150 cristãos que tinham sido feito escravos.

Com o objetivo de libertar outros tantos cristãos da escravidão, o Padre Raimundo Nonato se ofereceu para ficar como refém entre os muçulmanos. Passou mais de ano preso sofrendo humilhações e torturas, e mesmo assim continuou firme no seu trabalho missionário. Nesse tempo muitos cristãos permaneceram firmes e até mesmo muçulmanos se converteram ao cristianismo. Por causa disso, as autoridades muçulmanas mandaram que a boca de São Raimundo Nonato fosse perfurada e fechada com cadeados, a fim de que ele não falasse mais de Jesus Cristo. Porém, nem isso deu certo porque, mesmo no silêncio, o testemunho de fé, de confiança, de oração e de paz no sofrimento converteram a outros tantos.

São Raimundo Nonato sofreu todas essas torturas por oito meses e então foi libertado. Porém, estava com sua saúde abalada. Voltou para a Espanha em 1239, e o papa Gregório IX nomeou-o cardeal e o chamou para que se tornasse seu conselheiro em Roma. Mas por estar com sua saúde debilitada, infelizmente não resistiu a viagem até Roma. Era o dia 31 de agosto de 1240 quando veio a falecer com somente 40 anos de idade.

Oração:

Glorioso São Raimundo, eu vos tomo por meu especial advogado perante Deus, eu vos rogo vossa proteção a fim de que me alcanceis de Deus todas as graças de que necessito, auxílio nas tentações e misericórdia na fragilidade; principalmente a graça de uma boa morte, para convosco ir gozar e louvar a Deus por todos os séculos dos séculos. Suplico-vos também que alcanceis esta graça… E se o que peço não for para a maior alegria de Deus e para o meu bem, alcançai-me o que for mais conforme a uma coisa e outra.

Amém

Mensagem: