Senhor Bom Jesus

Padroeiro:

Contra as adversidades do viver em terra estranha.

História:

A devoção ao Bom Jesus se tornou popular ao longo do período colonial. Como devotos do Senhor Bom Jesus, os colonos portugueses preocupavam-se em assegurar sua proteção contra as adversidades do viver numa terra estranha: imprevistos nas viagens, inclemências do clima, ataques de animais ferozes, doenças, pestes e muitos outros perigos. Para muitos deles, a nova terra era um verdadeiro lugar de sofrimento e exílio, assim sendo, nada melhor do que ter como amparo e proteção o Bom Jesus, cultuado tanto em oratórios domésticos, como em cruzeiros e vias-sacras erigidos em lugar de destaque perto ou mesmo dentro de vilas e cidades coloniais.

A devoção ao Bom Jesus, é centrada no mistério da Paixão e Morte de Cristo, particularmente por meio da representação vivenciada do próprio drama do Calvário.

Os eventos valorizados pelos devotos são: a coroação de espinhos e a flagelação de Cristo, o caminho doloroso do Calvário, a morte na cruz e, por último, o sepultamento de Cristo.

Em Portugal, fonte da devoção no Brasil, a Igreja do Bom Jesus de Matosinhos é um dos mais conhecidos lugares de peregrinação, romaria e festas desde o século 17.

A origem da devoção diz que a imagem do Bom Jesus foi encontrada em 1243 no local chamado de Espinheiro, praia de Matosinhos. Nesse mesmo ano teria sido abrigada no Mosteiro de Bouças e ali permaneceu até 1559, época em que a imagem foi conduzida ao Santuário construído para abrigá-la. Diz a tradição que se tratava de uma das cinco imagens esculpidas por Nicodemos, testemunha privilegiada dos últimos momentos da vida de Cristo.

Profundamente impressionado com os acontecimentos de que fora testemunha, e sendo dotado para a escultura em madeira, Nicodemos resolveu esculpir diversas imagens de Cristo crucificado, nas quais reproduz as feições de Jesus. Para resguardar as imagens esculpidas por ele e evitar a profanação por parte dos inimigos do cristianismo, Nicodemos as lançou ao Mar Mediterrâneo. As imagens vagaram nas águas algum tempo e depois aportaram na Síria, Itália, Espanha, Galiza e Portugal.

No Brasil, essa influência chegou a Congonhas do Campo – MG, e recebeu o nome de Bom Jesus de Matosinhos. O português Feliciano Mendes, devoto do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, nascido na cidade de Guimarães, logo que chegou nas Minas Gerais dedicou-se à construção de um templo para sua devoção. Assim começou na Colônia a devoção ao Bom Jesus de Matosinhos.

Durante o período colonial, a romaria no Santuário do Bom Jesus de Matosinhos era a mais popular no Brasil.

A fama da devoção e dos milagres do Bom Jesus viajou ao Brasil com os colonos e aventureiros portugueses desde os primeiros tempos da colonização.

Oração:

Senhor Bom Jesus, eu creio em Vós. Eu creio que o Senhor é verdadeiro Deus e verdadeiro homem; Creio que o Senhor é a Palavra que nos conduz à vida; a Verdade que nos liberta e a Vida que nos enche de alegria.

Senhor Bom Jesus, que sempre vos mostrastes cheio de misericórdia pelos pequenos e pobres, pelos doentes e pecadores, colocando-se ao lado dos perseguidos e marginalizados;

Perdoai meus pecados, não me deixeis cair na tentação e livrai-me de todo mal. Aumentai minha Fé, minha esperança. Que eu esteja sempre a Serviço do Evangelho. Que eu possa partilhar as dores e as angústias, as alegrias e as esperanças, e andar junto com meus irmãos no caminho do Vosso Reino. Que eu tenha um coração cheio de Amor, aberto e disponível para minha família. Dai-me saúde. Que nunca falte o pão suficiente em nossas mesas.

Amém

Mensagem:

Share Button