Jesus Bom Pastorinho

Padroeiro:

História:

Um dia Jesus estava ensinando ao povo quando alguns cobradores de impostos, que estavam no local, pararam para ouvir suas histórias.

Além deles, estavam ali também alguns gentios, pessoas que não seguiam a religião dos judeus, não sabiam quase nada sobre Deus, por isso, os sacerdotes judeus não os viam com bons olhos.

Quando os sacerdotes judeus viram Jesus conversando com os cobradores de impostos e os gentios, eles ficaram indignados. Para eles, um judeu que falava tanto de Deus, como Jesus, não poderia estar junto com essas pessoas.

Ao perceber que os sacerdotes, fariseus e escribas, falavam dele, Jesus então começou a contar uma história:

Um pastor possuía cem ovelhas e conhecia cada uma pelo nome e cuidava de todas com a maior dedicação.

Havia também na redondeza um homem que vivia querendo roubar as ovelhas do pastor, vindo às vezes de noite e chamando por elas. Mas elas sabiam que aquela voz não era a do pastor e não atendiam seu chamado. Sabiam que era um perigo.

Um lobo feroz e faminto também vivia nas redondezas, e quando o pastor saía para o campo com as ovelhas, o lobo ficava de longe, olhando interessado. Escondia-se atrás da moita e ficava vigiando o rebanho, esperando o momento em que o pastor se distraísse para pegar alguma delas. Mas o pastor, que era cuidadoso, nunca se distraía. Ele dava a vida pelas ovelhas, se preciso fosse.

Um dia, porém, ao cair da tarde, quando guardava as ovelhas no curral, chamando-as pelo nome, o bom pastor percebeu que estava faltando uma ovelha. Só noventa e nove ovelhas haviam voltado do campo.

Algumas pessoas, vendo a preocupação do pastor, lhe disseram: ”Não fique assim tão preocupado. Afinal, noventa e nove ovelhas já estão no curral. Só uma se perdeu. Não se incomode tanto por causa de uma ovelha só. Afinal, uma ovelha nem vale tanto assim.” Outros diziam: ”Já é tarde e a noite não tarda a cair. Vá dormir e amanhã você verá o que aconteceu com essa ovelha”.

Mas o pastor não podia se conformar. Então, encheu-se de coragem e saiu pelos campos procurando a ovelha perdida, e aflito começou a percorrer os campos. Subiu as encostas, entrou nas florestas, desceu os vales, olhou para todos os lados.

Já era quase de noite quando o pastor ouviu um barulho. Foi correndo na direção e encontrou sua ovelha perdida. Estava caída em um buraco, indefesa e com medo.

Depressa, retirou ela daquele buraco, a colocou no ombro e voltou para casa radiante de alegria. Ao chegar à sua casa, colocou sua ovelha num lugar seguro, junto das outras, tratou dela e fez curativo em seu machucado. E foi correndo contar a notícia aos amigos, dizendo: ”Alegrem-se comigo! Encontrei a minha ovelha perdida”.

E Jesus concluiu: ”Eu sou o bom pastor. Vocês são minhas ovelhas. Eu cuido de vocês até mais do que aquele pastor cuidava de suas ovelhas. Perto de mim vocês estão protegidos. Sou capaz até de dar minha vida para salvar vocês. Cada pessoa, para mim, tem muito valor, pois cada um é especial”.

E assim, as pessoas ali entenderam o amor que Jesus sentia por elas.

Oração:

Senhor, Tu és o bom Pastor.
Eu sou a Tua ovelha.
Em alguns dias, estou sujo;
Em outros, estou doente;
Em alguns dias, me escondo;
Em outros, me revelo.
Sou uma ovelha ora mansa, ora agitada.
Sou uma ovelha ora perdida, ora reconhecida.
Eu sou Tua ovelha, Senhor.
Eu conheço a Tua voz.
É que às vezes a surdez toma conta de mim.
Eu sou Tua ovelha, Senhor.
Não permita que eu me perca, que eu me desvie do Teu rebanho.
Mas se eu me perder, eu Te peço, Senhor, Vem me encontrar.

Amém

Mensagem:

Share Button