Nossa Senhorinha Desatadora dos Nós

Padroeiro:

Dos necessitados e dos desesperados.

História:

Nossa Senhora Desatadora dos Nós nasceu na Alemanha, em 1700. Na época, o presbítero da capela de St. Peter Am Perlach, na cidade de Augsburg, encomendou ao pintor Johann Schmittdner um quadro de Nossa Senhora.

Para compor o painel foi buscar inspiração nos dizeres de Santo Irineu, no Século III: “Eva atou o nó da desgraça para o gênero humano; Maria por sua obediência o desatou”.

Maria é representada como a Imaculada Conceição e encontra-se entre o céu e a terra. O Espírito Santo derrama sua luzes sobre a Virgem. Um dos anjos entrega-lhe uma faixa com nós grandes e pequenos, separados e juntos. Estes nós simbolizam o pecado original e nossos pecados cotidianos, que impedem de a graça frutificar em nossas vidas.

Na parte inferior do quadro vemos que a faixa cai livremente e que um nó está desatado.

Assim, Nossa Senhora Desatadora dos Nós é invocada como aquela que nos ajuda a tirar todos os males de aflições que nos escravizam e nos tornam infelizes e pessimistas, dando-nos a verdadeira liberdade que só seu Filho Nosso Senhor Jesus Cristo pode nos dar.

Portanto, não se trata de uma aparição da Virgem Maria, como aconteceu em Lourdes ou em Fátima, mas sim de uma devoção respeitada como tantas outras existentes na Igreja Católica, embora a Virgem Maria seja uma só.

Oração:

Santa Maria Mãe de Deus, Virgem cheia de graça, vós sois nossa desatadora de nós. Com vossas mãos cheias do amor de Deus, vós desatais os obstáculos de nosso caminho, como um nó que sob vossas mãos perde todos os obstáculos e se torna uma fita do amor de Deus!

Desatai, Virgem Mãe, santa e admirável, todos os nós que nós mesmos nos causamos por nossa vontade própria, e todos aqueles que, diante de nós, impedem nosso caminho.

Lançai nossos olhos de luz sobre eles, para que todos os nós tornem-se transparente e, cheios de gratidão, possamos, com vossas mãos, desatar aquilo que nos parece impossível.

Amém

Mensagem:

Share Button