Santinho Tomás de Aquino

Padroeiro:

Dos professores e estudantes universitários.

História:

omás de Aquino nasceu em 1225, em Aquino, Itália. Filho do Conde Landulf de Aquino, teve uma influente e apropriada educação; estudou na abadia de Roccasecca, no Mosteiro da Ordem de São Bento de Cassino. Mais tarde, ingressou na Universidade de Nápoles.

Com apenas 19 anos, em 1244, abandonou o curso e decidiu seguir sua vocação religiosa tornando-se dominicano, ao ingressar na Ordem dos Dominicanos, no convento Saint Jacques, em Paris. Permaneceu alguns anos em Paris, cidade importante para seu desenvolvimento espiritual, intelectual e profissional.

Entretanto, foi na cidade de Colônia, na Alemanha, que Aquino escreveu suas primeiras obras, sendo discípulo do bispo, filósofo e teólogo alemão Santo Alberto Magno, conhecido como Alberto, o grande.

Mais tarde, em 1252, Tomás de Aquino retornou à Paris onde se gradou em Teologia e seguiu a carreira de professor. Também ministrou aulas em Roma, Nápoles e outras cidades da Itália. Ficou conhecido como Doutor Angélico, cujo trabalho de vida esteve dedicado a fé, a esperança e a caridade constituindo assim, um pregador cristão da razão e da prudência.

Foi um dos defensores da Escolástica, método dialético que pretendia unir a fé a razão em prol do crescimento humano. Uma de suas maiores obras, Summa Theologica, é o maior exemplo da Escolástica, na qual apresenta relações entre a ciência, razão, filosofia, fé e teologia. Segundo Aquino, “Nada há no intelecto que antes não tenha passado pelos sentidos.”

A fim de obter luzes para solucionar intrincados problemas, o santo doutor fazia freqüentes jejuns e penitências, e não raras vezes o Senhor o atendeu com revelações celestiais. Em certa ocasião, enquanto rezava fervorosamente, pedindo luzes para explicar uma passagem de Isaías, apareceram-lhe São Pedro e São Paulo e esclareceram todas as dúvidas.

Um dia, estando imerso em adoração a Jesus Crucificado, o Senhor dirigiu-se a ele com estas palavras:

“Escreveste bem sobre Mim, Tomás. Que recompensa queres?”

Nada mais que a Vós, Senhor – respondeu ele.

Tomás faleceu na cidade de Fossanova, Itália, no dia 7 de março de 1274, com apenas 49 anos de idade.

Oração:

Criador inefável, Tu que és a fonte verdadeira da luz e da ciência, derrama sobre as trevas da minha inteligência um raio da tua claridade.

Dá-me inteligência para compreender, memória para reter, facilidade para aprender, subtileza para interpretar, e graça abundante para falar.

Meu Deus, semeia em mim a semente da tua bondade. Faz-me pobre sem ser miserável, humilde sem fingimento, alegre sem superficialidade, sincero sem hipocrisia; que faça o bem sem presunção, que corrija o próximo sem arrogância, que admita a sua correcção sem soberba, que a minha palavra e a minha vida sejam coerentes.

Concede-me, Verdade das verdades, inteligência para conhecer-te, diligência para te procurar, sabedoria para te encontrar, uma boa conduta para te agradar, confiança para esperar em ti, constância para fazer a tua vontade.

Orienta, meu Deus, a minha vida, concede-me saber o que tu me pedes e ajuda-me a realizá-lo para o meu próprio bem e de todos os meus irmãos.

Amém

Mensagem:

Share Button